Experience On / Dados

Ferramenta para Análise de Dados: China tem acesso a dados sensíveis sobre usuários?

por Elcio Santos - 28/07/2022

Na sexta-feira, 8/7, o aplicativo de vídeos curtos TikTok anunciou que está trabalhando em um acordo com o governo Biden que "salvaguardaria totalmente" o aplicativo nos EUA e diminuiria os temores sobre o acesso do governo chinês aos dados dos americanos.

Ferramenta de análise de dados é essencial para qualquer empresa.

Na sexta-feira, 8/7, o aplicativo de vídeos curtos TikTok anunciou que está trabalhando em um acordo com o governo Biden que “salvaguardaria totalmente” o aplicativo nos EUA.

O que diminuiria os temores sobre o acesso do governo chinês aos dados dos americanos.

No entanto, como parte desse acordo, o TikTok diz que todo o tráfego de usuários dos EUA agora está sendo roteado para servidores controlados pela Oracle, com sede na Califórnia.

Ao invés de investir em sua própria infraestrutura do TikTok.

Em breve, disse ele, o TikTok espera excluir todos os dados dos EUA dos servidores da empresa e confiar completamente no armazenamento da Oracle.

Com acesso limitado apenas a pessoal autorizado, de acordo com protocolos que estão sendo desenvolvidos com o governo dos EUA”.

Ainda segundo ele, atualmente, os dados que funcionários estrangeiros podem visualizar são um “conjunto restrito de dados não confidenciais de usuários do TikTok”.

Incluindo vídeos públicos e comentários deixados em vídeos.

A priori, nenhum desses dados é compartilhado com funcionários do governo chinês.

Além disso, os funcionários da ByteDance só podem ver os dados do TikTok dos americanos após um processo de aprovação supervisionado pela equipe de segurança dos EUA.

Em suma, o temor surgiu após um relatório do BuzzFeed, com o comissário federal de comunicações Brendan Carr chegando a instar o Google e a Apple a remover o TikTok de suas lojas.

Bem como de aplicativos por representar uma séria ameaça à segurança nacional.

Para saber mais sobre Ferramenta de análise de dados, fale com a nossa equipe!

Fonte: NPR

 

Descomplique já

Fale com um dos nossos especialistas em Estratégia do Consumidor