Experience On / AI

Meta Investe em IA: mas e o metaverso?

por Elcio Santos - 23/03/2023

Em um forte contraste com sua promessa de cumprir o metaverso que o levou a mudar de nome no final de 2021, a Meta, empresa-mãe do Facebook e do Instagram, anunciou uma mudança de direção adque surpreendeu exatamente zero pessoas.

Em uma carta aos funcionários, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou que o “maior investimento individual” da empresa agora é avançar em sua estratégia de IA.

Ao mesmo tempo, informou aos trabalhadores que mais 10.000 cargos seriam cortados e as atuais 5.000 vagas da empresa que estavam divulgadas não seriam preenchidas.

Embora o seu trabalho no metaverso “permaneça central para definir o futuro da conexão social”, de acordo com a empresa, o movimento pode ser visto como um salto para o vagão da IA.

A fim de recuperar perdas consideráveis ​​da própria riqueza pessoal de Zuckerberg que, como o empreendedor observa , está “atrelado ao desempenho da Meta”.

>>>Modelagem com Inteligência Artificial e Enriquecimento de dados? Fale com a Always ON!

Por que a Meta Investe em IA?

O plano da Meta para Inteligência Artificial permanece obscuro, embora Zuckerberg tenha dito que a empresa já possui a infraestrutura para fornecer IA no que ele chamou de “escala sem precedentes”.

Na carta, Zuckerberg insiste que a inteligência artificial se encontra fortemente integrada ao metaverso.

No entanto, a súbita mudança da empresa e o forte investimento em IA levantam a questão:

Se ela está apenas buscando uma solução de curto prazo para os desafios econômicos que está claramente enfrentando.

De fato, ferramentas como ChatGPT e outras de geração de mídia viram um grande aumento no interesse de consumidores e empresas.

Sendo assim, a meta investe em IA, pois pode ser o momento perfeito (embora um pouco atrasado) para se juntar à festa.

Na direção do que chama de “Ano da Eficiência”, a Meta removerá alguns níveis de gerenciamento em um esforço para otimizar sua força de trabalho.

Além disso, ela irá otimizar sua proporção de engenheiros para outra função e até interrompendo projetos de menor prioridade.

Fonte: TechRadar

Descomplique já

Fale com um dos nossos especialistas em Estratégia do Consumidor