Experience On / Mundo dos Dados

IA para Animações: Como a Meta está Fazendo Isso?

por Elcio Santos - 24/05/2023

A Meta abriu o código de um projeto de inteligência artificial que permite que qualquer pessoa dê vida aos seus rabiscos.

A empresa espera que, ao oferecer Animated Drawings, IA para animações como um projeto de código aberto, outros desenvolvedores possam criar experiências novas e mais ricas.

A equipe Fundamental AI Research (FAIR) lançou originalmente uma versão baseada na web da ferramenta em 2021.

IA para Animações: Como funciona?

Ela pede aos usuários que carreguem um desenho de um único personagem semelhante a um humano ou selecionem uma figura de demonstração.

Se você usar seu próprio rabisco, verá um formulário de consentimento que pergunta se o Meta pode usar seu desenho para ajudar a treinar seus modelos.

Basicamente, você não precisa fornecer consentimento para continuar usando a ferramenta.

Em seguida, você precisará redimensionar uma caixa de captura para que ela se encaixe perfeitamente em sua criação.

Grosso modo, a ferramenta fornece uma caneta e uma borracha para ajustar o desenho antes de ajustar onde as juntas devem estar.

Por fim, você verá uma versão animada do seu esboço.

Você pode escolher entre uma variedade de animações predefinidas em quatro categorias: dança, engraçado, salto e caminhada.

>>>Importante saber: Inteligência Artificial e a Fidelização de Clientes

Animated Drawings utiliza modelos de detecção de objetos, modelos de estimativa de pose, além de métodos de segmentação.

Todos baseados em processamento de imagem, a fim de capturar uma versão digital de um desenho.

Assim, ele usa técnicas tradicionais de computação gráfica para deformar e animar a imagem.

Confira neste vídeo!

 

Poucos meses após o lançamento da demonstração, os usuários concederam permissão ao Meta para usar mais de 1,6 milhão de imagens para fins de treinamento.

Algumas pessoas enviaram imagens de logotipos de empresas, personagens de anime, peixes e bichos de pelúcia, apesar da ferramenta estipular que apenas figuras humanas funcionariam.

Juntamente com os pedidos de um conjunto de ferramentas mais aprofundado que inclui efeitos sonoros e sobreposições de texto.

Além de uma variedade de imagens e experiências mais extensas de desenho para animação.

Isso, em parte, levou a Meta a abrir o código do projeto com um conjunto de dados de cerca de 180.000 desenhos.

“Ao liberar os modelos e o código como código aberto, o projeto fornece um ponto de partida para os desenvolvedores construírem e estenderem o projeto, promovendo uma cultura de inovação e colaboração na comunidade de código aberto”, escreveu Meta em um post no blog.

Fonte: Engadget

Descomplique já

Fale com um dos nossos especialistas em Estratégia do Consumidor