Experience On / Dados

Competências emocionais e analíticas serão mais valorizadas nos profissionais do futuro

por Elcio Santos - 26/02/2021

Pesquisa reforça nossa visão: competências emocionais e analíticas serão mais valorizadas nos profissionais do futuro.

Estudo da CI&T mostrou que valorização das capacidades exclusivas do humano, aquelas que não podem ser substituídas por máquinas, será cada vez maior

A gente se esforça para manter a humildade, mas às vezes é difícil não deixar escapar um sorriso de triunfo junto com a pergunta “viu como estávamos certos?”

Agora, aconteceu de novo em relação ao fato de defendermos que o desenvolvimento tanto das competências técnicas como comportamentais serão essenciais para que profissionais se encaixem no mercado de trabalho no futuro.

Pois não é que a CI&T realizou, em parceria com a Opinion Box, a pesquisa Profissional do Futuro 2021 e – batata! – foi exatamente o que apareceu.

O estudo, que ouviu 1241 profissionais entre líderes e outros executivos dos mais diversos setores da economia brasileira e foi realizada no final de 2020, teve o objetivo de projetar tendências após a ruptura causada pela pandemia da covid-19.

Seu relatório aponta que aspectos como inteligência emocional, capacidade analítica e criatividade serão cada vez mais valorizados pelo mercado de trabalho.

Alguns dados gerais:

  • 44,2% dos entrevistados acreditam que flexibilidade cognitiva para entender o contexto que está inserido e buscar outra forma para resolver um problema será uma competência necessária para o profissional no futuro.
  • 21,2% disseram que essa habilidade será mais importante do que ter conhecimento profundo
  • 25% disseram que essa habilidade será mais importante do que ter capacidade de coordenação (25%)

A pesquisa também quis saber com qual modelo mental os entrevistados se identificavam em relação ao trabalho…

  • 19% afirmaram ser guiados pelo mindset fixo
  • 81% disseram ter o mindset de crescimento.

O que prova outra afirmação que temos feito: o profissional passa ser valorizado pela abertura ao novo, pela disposição em mudar, pela criatividade e pela flexibilidade de se adaptar aos novos cenários.

Por falar em novos cenários, no ano passado, muitos profissionais tiveram de readequar suas rotinas profissionais para atuar em um modelo de trabalho remoto, condição imposta pela pandemia.

A pesquisa também verificou a avaliação dos profissionais sobre o desempenho de suas equipes dado às mudanças impostas no ambiente de trabalho e o resultado foi animador: 82% dos entrevistados classificaram esse aspecto como positivo.

Não que isso tenha sido fácil.

Os profissionais tiveram de ajustar as suas habilidades comportamentais, conhecidas como soft skills.

Segundo a pesquisa, os profissionais avaliam que, nesse sentido, as competências mais importantes identificadas são:

  • Respeito (35,9%)
  • Pró atividade (34,8%)
  • Comunicação (31,7%)
  • Resiliência/capacidade de adaptação (28,5%)

A educação não-formal, com iniciativas organizadas de aprendizagem que acontecem fora dos sistemas de ensino tradicional, também cresceram em importância na visão dos entrevistados pela pesquisa Ci&T/Opinion Box:

80% dos entrevistados afirmaram que é importante buscar outras fontes de conhecimento além das tradicionais.

Opções mencionadas:

  • Palestras – para 56% dos entrevistados
  • Eventos –  para 45%
  • Cursos informais – para 42%

Embora a formação acadêmica não seja desprezada.

Quando questionados sobre os tipos de formação acadêmica que acreditam ser necessários para um profissional no futuro, as respostas foram as seguintes:

  • 50,1% dos entrevistados apontaram pós-graduação como a mais importante
  • 46,6% apontaram graduação
  • 32,9% apontaram mestrado

Em um contexto mais amplo, 90% dos profissionais ouvidos na pesquisa consideram importante ou muito importante possuir competências técnicas adquiridas pela experiência e formação profissional.

É importante reforçar que a pesquisa foi feita no final de 2020, mas trouxe insights que a equipe da Always On já havia captado a partir da análise dos dados que realizamos permanente com os consumidores dos nossos clientes.

E será um dos principais temas que estarão na baila em 2021 e nos anos seguintes.

Dúvidas? Sugestões? Críticas?

Fale diretamente comigo pelo WhatsApp – 11 99498 8670 – ou pelo e-mail [email protected].

Descomplique já

Fale com um dos nossos especialistas em Estratégia do Consumidor